EREIGNIS - Heidegger et la phénoménologie

Les textes fondamentaux...

Página inicial > Termos alemães > Boutot: Rede - discurso (36)

Boutot: Rede - discurso (36)

sábado 27 de maio de 2017

        

O discurso, ou antes a discursividade, é o terceiro comportamento   à mercê do qual o ser  -aí se liga ao mundo   ao descobri-lo. O ser-aí é um ser discursivo, o que não quer dizer   que ele seja capaz de falar, mas que tem a faculdade de articular o que compreende. Ao articular, o ser-aí liberta e põe em relação umas com as outras as possibilidades e a situação que lhe revelam o compreender   e a disposição. A articulação daquilo que o ser-aí discerne no compreender em disposição não se exprime, necessariamente, por palavras. Ela precede a linguagem   articulada da qual é a condição de possibilidade  . O discurso efectivo, a palavra  , repousa sobre a discursividade existenciária do ser-aí. Enquanto ser discursivo, o ser-aí não se refere somente às coisas   e ao mundo, mas também ao ser-no-mundo   que ele próprio é. Ele articula o projeto  -lançado que o carateriza. (1993, p. 36)


Ver online : REDE